terça-feira, 29 de março de 2011

Vende-se Igrejas.



Parecia que esse dia nunca chegaria. Já há muito tempo ouço falar sobre o mercado da fé. Pessoas que tratam a igreja como uma matéria prima que pode render milhões. Nesse mercado o sucesso é medido pelo dinheiro arrecadado e pelas horas que o “grande apóstolo semi-deus” possui na televisão. Lideres que vêem nas suas ovelhas possibilidade de um melhor salário. Eu já sofri iniciativas de mercadores da fé, pessoas que iam até a casa dos membros da minha igreja com voz de “profeta” para simplesmente levar seus dízimos para a sua empresa, pois não posso chamar de igreja. Tudo isso já ouvíamos falar, mas agora a igreja está literalmente à venda. Foi colocado em um jornal a pouco tempo um anuncio semelhante a esse: vendo igreja com 30 cadeiras, púlpito, som e 30 membros. Interessados liguem para (xxx)222-xxxx. Parece mentira mais isso é verdade. A igreja está há venda. Imagino Deus chorando quando vê onde a religião levou a humanidade.

A cada dia percebo que os verdadeiros inimigos da igreja não são os satanistas, os espíritas, os budistas ou os mulçumanos. Os piores bandidos estão de terno e gravata nos mais diversos púlpitos das igrejas de Cristo. Literalmente como lobos que cercam as ovelhas com seu carisma, talento e retórica. O desafio é para aqueles que não largaram a verdade do evangelho, para aqueles que pagam o preço de viver a verdade de Cristo sem se preocupar com as exigências mercadológicas atuais. Como nos distinguir desses? Como as nossas ovelhas podem discernir que nós somos diferentes, que não olhamos para elas como mercadorias mais como obra admirável de Deus? Claro, só tem um jeito. Pelos Frutos, afinal por eles seremos conhecidos. O trabalho de um mercador da fé é uma obra passageira, a igreja enche, mas não permanece, entram 100, saem 100, mas chegam mais 100 pobres ovelhas para serem enganadas pelo predador da fé. A obra motivada pelo evangelho é uma obra discipuladora e não ilusionista. É uma obra consolidadora e não exploradora. O que eu digo é: é possível crescer sem se vender! É possível conquistar bairros, cidades e países sem as exigências do mercado da fé. O evangelho em si é poderoso para conquistar, para mudar as pessoas e o mundo. É um caminho mais longo, mas difícil, pois exige fidelidade, mas é o único caminho, a única verdade e a única vida. Pastores salvem suas ovelhas dos lobos. Ovelhas orem pelos seus pastores para que a tentação de se tornar um lobo seja aniquilada de seus corações. Seja amigo deles, pois você não imagina as pressões que um líder passa. Seja intercessor para que ele esteja forte, e então, se torne um instrumento de livramento na sua vida, para que tenha visão e possa discernir os predadores que rodeiam suas ovelhas.

Será que é tão difícil entender que a igreja não é nossa, não é minha nem de ninguém. É de Deus. Vender algo que não é nosso é roubo. Não posso nem pedir prisão para estes, pois na verdade já estão aprisionados.

4 comentários:

patricia e ciel disse...

pastor Bruno, como sempre inspirado por DEUS .Palavra abençoada. patricia e ciel

Rodrigo Augusto disse...

Onde que fica está igreja???

Rodrigo Augusto disse...

Onde que fica está igreja???

Rodrigo Augusto disse...

Onde que fica está igreja???