segunda-feira, 28 de março de 2011

A sinceridade que nos falta.

Abaixo segue a análise do Esdras a respeito da festa de aniversário (fizemos um bolinho na hora do lanche) do seu irmão Isaac.


video

Fico pensando a respeito da sinceridade. Se fosse um adulto talvez respondesse que a festa estava maravilhosa e perfeita somente para agradar aquele que o pergunta. Se você questiona a uma criança se a comida está ruim, ela simplesmente diz sim ou não. Depois que crescemos analisamos diversos fatores, analisamos o que a nossa resposta pode causar naquele que nos ouve e nos pergunta, analisamos o que a resposta vai nos fazer perder ou ganhar, analisamos o que as pessoas vão achar de tudo o que será dito. Lógico que essa análise faz parte da maturidade, o problema é quando nos acostumamos a mentir e a mentir simplesmente para agradar os ouvintes de nossas respostas.

Você já conheceu alguém que foge a qualquer preço do conflito? Não da confusão, pois até eu fujo, mas do conflito. Pessoas que não são capazes de contrariar nada, mas absorvem o discurso de onde estão. Não possuem ideais, possuem idéias que se assemelham ao camaleão, elas são mutáveis de acordo com o lugar que se encontram. Pessoas que na frente do pastor se colocam como verdadeiros auxiliadores na seara, mas por trás se colocam como ceifadores dela. Na frente do irmão é irmão, por trás é cão. Que o Senhor nos torne simplesmente sinceros, não irresponsáveis, mas livres para expor o que verdadeiramente achamos acerca do que nos é questionado ou não.





4 comentários:

Anônimo disse...

Cara que pai pão duro, nem para fazer uma festa decente para o pobrezinho . kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pr. Bruno Couto disse...

é que a festa foi em
teresópolis hahahah

Anônimo disse...

Muito bom....mas triste sua percepção da ausência dos convidados que não foram chamados..

GILMARA disse...

PR.BRUNO TUDO FOI MARAVILHOSO,É NO ACONCHEGO DA FAMILIA QUE TUDO FAZ A DIFERENÇA!!!!AMAMOS VCS.GILMARA