domingo, 20 de janeiro de 2013

Quando Deus Decide Mudar.



Quando Deus decide mudar as coisas diversos questionamentos emergem em nossa consciência limitada.   Questionamentos que antes pareciam que não existiam, ou estavam bem resolvidos diante da realidade que ora vivenciamos.   Tais como: porque estou aqui?  Porque Deus não me quer mais aqui? Fiz algo de errado?  É tempo de viver algo maior?  Fiz algo de certo? Enfim, um turbilhão de questionamentos abrange nossa consciência que antes parecia tão bem resolvida.

Na Palavra de Deus percebemos momentos exatos e específicos onde Deus simplesmente manda ir.  Nos momentos mais marcantes percebemos algumas manifestações sobrenaturais de Deus, como uma aparição ou uma voz, às vezes o próprio Deus, às vezes até uma manifestação climática para confirmar o seu ide ao ser enviado.   Percebemos também que tais manifestações não são presentes em toda caminhada dos profetas, Paulo não somente mudava de cidade quando um anjo lhe aparecia ou quando Deus tocava em seu corpo como o fez a caminho de Damasco, houve momentos em que Paulo simplesmente mudou de caminho.  Será todas as mudanças de caminho na vida de Paulo ordenanças de Deus, ou somente em momentos estratégicos e específicos Deus interveio na consciência de Paulo para guiá-lo a um trajeto por Deus esperado? Eu creio que há momentos que Deus assiste, e há momentos que Ele intervém.    Gosto de pensar que somos um pião nas mãos de Deus, ou seja, aquele brinquedo que através  de nossas mãos o fazemos girar e somente quando este perde a força do impulso de nossas mãos novamente o pegamos e o colocamos para girar novamente, afinal para isso o brinquedo foi feito.   Quando o Senhor percebe que devemos “girar” em outro lugar, então sim, Ele nos pega em suas mãos e diz: quero-te aqui.   

Pode parecer simplório a seu ver, mas é mais simples viver diante da verdade de que talvez Deus somente me queira aqui.  Não necessariamente por uma posição de honra ou desonra, não necessariamente como resposta a atos maléficos ou aprovados, simplesmente me quer aqui.  Viver o rumo natural de Deus.  Uma coisa digo e hoje experimento: não entendo, mas aprovo e me alegro com as mudanças de Deus, sendo assim, meus questionamentos não me deixam mais fraco ou mais forte, pois mesmo não sabendo, acredito que simplesmente Deus me quer aqui.  

2 comentários:

Gilmara disse...

Tenho vivido essas experiências e é dessa forma mesmo,o vento de Deus sopra onde Ele quer nos guiando para o novo, confiamos e obedecemos, simples assim.Abçs.

António Jesus Batalha disse...


Estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes, mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu. Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe o seu parecer. Abraço fraterno. António.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/